• O Globo
     Show de capoeira mostra no DF campeão de Dacar
    24 de março, 1969

    Imagem

    • Leia abaixo!

    O Globo, 1969

    O texto

    • página

      -

      Show de capoeira mostra no DF campeão de Dacar

      BRASÍLIA (O GLOBO) – Com exibições na Universidade de Brasília, e no Teatro Nacional, e dirigido por Mestre Gato, apresenta-se em Brasília, o conjunto folclórico "Bahia de Todos os Santos", que em 1966 representou o Brasil no Festival de Arte Negra em Dacar, conquistando a primeira colocação.

      Possuidor de um carteira de policia com recomendação de que não o prendam, uma cicatriz da orelha esquerda ao queixo, tez morena, bem queimada de sol, cabelos encaracolados Mestre Gato é homem perigoso, a par de um corpo musculoso com marcas de faca, navalha e gilete.

      José Gabriel Góis, o Mestre Gato, não aparenta os quarenta anos de sua carteira de identidade. Disse pausadamente:

      „Cheguei em Salvador de carona. Minhas primeiras casas na capital foram as palmeiras de Itagó(?), Itapoã e Amaralina. Depois fui para favela e me apoiei(?) como engraxate no mercado, mas era muito longe, resolvi largar.

      E apresenta:

      „Cada cabeça é um mundo, e o meu é jogar capoeira. Vamos, venha ver a única coisa que sei fazer bem. Entre na roda „camará“. É o convite que ele faz. O espetáculo começa. Mestre Gato dá o sinal convencional – levanta a bengala do jacarandá e os dois passistas – um deles seu filho com 12 anos [José Souza Góes, n. 1956, seu terceiro filho - velhosmestres.com] – que estavam de cócoras, dão inicio á primeira luta.



Flickr Fotos

    Atualizações do blog direto a seu inbox

    Back to Top